Senador Pedro Chaves vai assinar pedido para criação da CPI da Previdência - DOURADINA NEWS - 5 ANOS NA LIDERANÇA!

22º min
32º min



Douradina - MS, sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Senador Pedro Chaves vai assinar pedido para criação da CPI da Previdência

Publicado em: 20/03/2017 às 08h03

douradosagora

Senador e sindicalistas

O senador Pedro Chaves (PSCMS) vai assinar segunda-feira (20), em Brasília, o requerimento encabeçado pelo senador Paulo Paim (PTRS) para que seja criada uma Comissão Parlamentar de Inquérito destinada a investigar as contas da Previdência. O compromisso foi assumido nesta sexta-feira (17) com um grupo de sindicalistas e lideranças de movimentos sociais que compareceu ao gabinete de Chaves em Campo Grande, para discutir a Reforma da Previdência .

"Concordo que, a exemplo do que está acontecendo praticamente em todo o mundo, o Brasil precisa repensar seu modelo previdenciário, até para garantir que as atuais e futuras gerações consigam se aposentar com proventos dignos, que lhes garantam boa qualidade de vida. Mas não se pode votar uma reforma tão importante, que mexe com praticamente toda a população, sem termos um quadro real da situação da Previdência. A CPI ajuda nesse sentido", explicou.

Para o senador, a PEC da Reforma da Previdência vai receber várias emendas, para preservar direitos adquiridos. "Do jeito que está, a PEC não passa no Senado", garantiu Pedro Chaves. " Sem dúvida alguma, os próximos meses serão de debate intenso no Congresso Nacional, com a participação não só dos parlamentares, mas de dirigentes sindicais e outras lideranças, até que cheguemos a uma proposta de consenso, que contemple os interesses dos trabalhadores e não comprometa as contas da Previdência", defendeu.

Durante o encontro, Chaves telefonou ao senador Paim para manifestar seu interesse em assinar o requerimento e combinar o horário em que isso será feito em Brasília. Participaram da reunião com o senador os presidentes da FETEMS, Roberto Botarelli, e da ACP, Lucílio Nobre, dirigentes do Sinergia, MST, Força Sindical e da UGT. Também estavam presentes o deputado estadual Amarildo Cruz (PT) e o presidente do Diretório Regional do Partido dos Trabalhadores, Antonio Carlos Biffi.