Homem retirado à força de casa e esquartejado não era advogado - DOURADINA NEWS - 5 ANOS NA LIDERANÇA!

22º min
32º min



Douradina - MS, quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Homem retirado à força de casa e esquartejado não era advogado

Polícia investiga envolvimento da vítima no assassinato de Ronny Pavão

Publicado em: 23/03/2017 às 00h04

correio do estado

Esquartejado na madrugada de hoje, em Ponta Porã, Américo Ramirez Chavez, de 37 anos, não era advogado, conforme informações repassadas anteriormente. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Patrick Linares, o pai do executado prestou declarações à polícia e disse que desconhece o ramo de atividade que o filho atuava.

Não está descartada a possibilidade do envolvimento de Américo no assassinato de Ronny Chimenez Pavão, irmão do traficante Jarvis Chimenez Pavão, ocorrido no dia 14 deste mês.

Conforme o site ABC Color, pistoleiros chegaram na residência de Américo, em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, e o retiraram à força do local. A família então acionou a polícia para informar sobre o caso.

Américo foi assassinado no cruzamento da Rua João Gualberto Cabral com a Rua Amélia, no Bairro da Granja, próximo a pista do Aeroporto Internacional de Ponta Porã, na região de fronteira do Brasil com Paraguai. Braços.

Moradores que se depararam com o corpo informaram que no cruzamento foram encontrados vários sacos pretos de lixo contendo braços, pernas e cabeça que foram separados do corpo da vítima.

Ainda segundo a polícia, contra Américo havia mandado de prisão em aberto pela prática do crime de homicídio.