Com recursos aprovados desde 2013, Campo Grande pode ter mais um Ceinf - DOURADINA NEWS - 5 ANOS NA LIDERANÇA!

22º min
32º min



Douradina - MS, quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Com recursos aprovados desde 2013, Campo Grande pode ter mais um Ceinf

Prefeito foi a Brasília ontem para pedir agilidade na liberação de recursos

Publicado em: 21/06/2017 às 11h57

correiodoestado

Marcos Trad em Brasília - Prefeitura de Campo Grande

Com o objetivo de construir mais um Centro de Educação Infantil (Ceinf) em Campo Grande, o prefeito Marcos Trad foi ontem (20) a Brasília para pedir agilidade na liberação de recursos já aprovados pelo Fundo Nacional para o Desenvolvimento da Educação (FNDE). Os valores foram aprovados em 2013, mas até agora não foram liberados.

Além do Ceinf, o recurso será destinado para ampliação de escolas, construção de quadra coberta e aquisição de material didático.

O projeto de melhorias na educação infantil também abrange a compra de brinquedos. Os termos beneficiam, no total, 17 obras de Ceinfs já concluídos e em fase de conclusão. 

Os valores aprovados incluem também, a construção de três coberturas de quadras esportivas das escolas Leovegildo de Melo, Orlandina Oliveira Lima e Arassuay Gomes de Castro.

Marcos e a secretária de Educação, Ilza Mateus, que acompanhou o prefeito, também conseguiram autorização do diretor de Gestão, Articulação e Projetos Educacionais do FNDE, Leandro José Franco Demy, para que no dia 5 de julho equipe do FNDE venha a Campo Grande para capacitar técnicos da infraestrutura, educação e licitação, oferecendo orientações quanto a monitoramento de obras, licitação, elaboração de processo e prestação de contas. A reunião contou com a presença do deputado federal Luiz Henrique Mandetta.

“Foram reuniões muito importantes para a operacionalização da nossa proposta pedagógica das escolas e Ceinfs. Também recebemos todas as orientações para construção de um novo Ceinf em bairro populoso da nossa Capital”, declarou a secretária, sem especificar o local da construção.