Restauração da BR-262 custará R$ 149,9 milhões - DOURADINA NEWS - 5 ANOS NA LIDERANÇA!

22º min
32º min



Douradina - MS, terça-feira, 19 de setembro de 2017

Restauração da BR-262 custará R$ 149,9 milhões

Trecho entre Água Clara e Três Lagoas será mais largo e terá 3ª faixa

Publicado em: 13/09/2017 às 11h37

CORREIODOESTADO

Trecho tem buracos e irregularidades no pavimento - Divulgação

O governo federal investirá R$ 149,9 milhões para recuperar 187 quilômetros da BR-262, entre Três Lagoas e Ribas do Rio Pardo.

O valor ficou 30,2% abaixo dos R$ 216,5 milhões estimados pelo Ministério dos Transportes no pregão eletrônico, concluído no início da noite da segunda-feira (11).

Só que ainda não há data para o início das obras porque as outras 17 empreiteiras que participaram do certame podem questionar o resultado, que teve a Ethos Engenharia de Infraestrutura S.A. como vencedora.

A empreiteira declarou que não vai fazer subcontratação, ficando responsável por recuperar toda a extensão prevista no edital, que atende à solicitação do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), feita na noite de anteontem, ao ministro dos Transportes, Maurício Quintella Lessa, pouco depois de a pasta escolher a empresa que vai fazer a obra.

Após essa reunião, Azambuja enfatizou que a assinatura do contrato dependeria apenas do descontingenciamento pelo Palácio do Planalto. “Ele [ministro] prometeu que vai assinar logo para fazer a restauração da BR-262 e tem estudo para fazer a terceira faixa entre Três Lagoas e Água Clara”,  enfatizou Azambuja, explicando que a proposta na BR-262 é deixá-la com largura padrão de sete metros e tapar buracos.  

Para fazer a licitação, o ministério elaborou, no início deste ano, um anteprojeto das obras de restauração da estrada, apontando que, entre os principais problemas identificados – a partir de informações técnicas da inspeção de campo –, estão corrigir o degrau existente entre a pista e o acostamento; construir a 3ª faixa em alguns trechos; melhorar os acessos à rodovia e as interseções; melhorar o sistema de drenagem; e readequar o acostamento em alguns trechos.