Licitação define consórcio que acompanhará leilão da MS Gás - DOURADINA NEWS - 5 ANOS NA LIDERANÇA!

22º min
32º min



Douradina - MS, terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Licitação define consórcio que acompanhará leilão da MS Gás

A estimativa é de que a comercialização aconteça no 2º semestre de 2018

Publicado em: 05/12/2017 às 08h12

correio do estado

Todo processo de desestatização terá acompanhamento dos técnico de MS - Foto: Correio do Estado/Arquivo

A empresa vencedora da licitação que coordenará junto com o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) o modelo de desestatização da MS Gás terá seis meses para finalizar o processo, aprovado pelo governo de Mato Grosso do Sul. A estimativa é de que a comercialização da instituição aconteça no segundo semestre de 2018.

O consórcio vencedor é formado pelo Banco Fator e Americam Appraiasal  e trabalhará conjuntamente com a equipe técnico da administração estadual. 

No contrato firmado hoje (4), estão regulados a forma e os prazos de pagamento da remuneração do BNDES, dos ressarcimentos dos gastos com serviços de terceiros necessários à estruturação e implementação da desestatização da MSGás. 

Além disso, está previsto  o desenvolvimento de uma solução mais adequada para a continuidade da prestação do serviço de distribuição de gás natural canalizado. Até o fim do ano, a instituição financeira contratará o consórcio e a empresa vencedoras dos dois serviços da licitação, que darão início aos estudos para a desestatização empresa. 

SOBRE AS VENCEDORAS

O consórcio vencedor da licitação concluída em 11 de agosto,  para a realização do "Serviço B" – que consiste na análise, diagnóstico e modelagem de proposta(s) de desestatização – ofereceu R$ 3,334 milhões, representando um deságio de 74,7% sobre o valor máximo estipulado no pregão eletrônico (R$ 13,220 milhões). 

Para o "Serviço A" – avaliação alternativa de valor da MSGás – a empresa vencedora foi a American Appraisal Serviços de Avaliação, com o lance de R$ 91 mil, um deságio de 95,6% em relação ao preço máximo do leilão (R$ 2,07 milhões).