Após um ano de angústia, Paulo ganha “novo” rim da irmã - DOURADINA NEWS - 5 ANOS NA LIDERANÇA!

22º min
32º min



Douradina - MS, domingo, 20 de maio de 2018

Após um ano de angústia, Paulo ganha “novo” rim da irmã

Transplante foi realizado na Santa Casa de Campo Grande

Publicado em: 05/02/2018 às 07h29

correio do estado

Irmãos após transplante que devolveu saúde a Paulo - Foto: Assessoria Santa Casa

Um problema antigo no joelho fez com que Paulo Itamar Benitez Horta, 53 anos,  descobrisse a insuficiência renal em janeiro do ano passado. Com um dos rins atrofiado e outro funcionando apenas 10%, ele precisaria de um transplante. A notícia inesperada abalou toda a família e foi o começo de uma longa jornada de tratamento que só chegou ao fim depois de um gesto da irmã dele.

Paulo conta que desde muito novo passava por tratamento de pressão alta, mas nunca foi muito cuidadoso com sua saúde, até que descobriu a doença e iniciou o tratamento de hemodiálise três vezes por semana.

“Eu tomava as medicações, mas sempre achei que estava tudo bem. Que só os remédios eram suficientes. Nunca fui de ir ao médico e fazer um check-up. E também não era cuidadoso com minha alimentação. Achava que nada iria acontecer. Além disso, desenvolvi com o tempo ácido úrico que também deforma o rim. Juntou as duas coisas e a minha falta de cuidado. Quando vi não tinha mais o que fazer”, lamenta.

Na busca por um rim, o paciente descobriu que das quatro irmãs que tem, a única que foi compatível para doar o rim ao irmão foi Áurea Luzia Benitez Horta, 55 anos. "E desde o começo do processo para o transplante já sabia que seria eu a pessoa a doar para ele o rim. Nunca tive medo ou dúvida”, conta a irmã.

O transplante, considerado pelos médicos como um sucesso, foi realizado no fim do mês passado, na Santa Casa de Campo Grande. “Hoje eu estou muito feliz e grato a minha irmã. Ela me devolveu a vida. Esse foi um gesto de muito amor dela por mim. Serei eternamente grato. Agora vou me cuidar e ter minha vida de volta. Daqui para frente vida nova”, finaliza.