Vídeo mostra gandula perseguido e agredido por Jeferson Reis no Morenão - DOURADINA NEWS - 5 ANOS NA LIDERANÇA!

22º min
32º min



Douradina - MS, sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Vídeo mostra gandula perseguido e agredido por Jeferson Reis no Morenão

Publicado em: 19/02/2018 às 10h49

correio do estado

O gandula Tadeu Francisco Kutter, de 19 anos, denunciou à Polícia Civil o jogador do Operário Jeferson Reis de Jesus, de 22 anos, e o massagista do clube Raul Prazeres dos Santos Neto, 51, por agressão.

 A vítima foi espancada na tarde de ontem, no Estádio Morenão, em Campo Grande, ao comemorar de forma provocativa o gol do Comercial, equipe pela qual atua como atleta das categorias de base.

O clássico, válido pela sétima rodada do Campeonato Sul-mato-grossense de Futebol, era transmitido ao vivo para todo Estado, quando Jô marcou o gol da vitória colorada aos 45 minutos do segundo tempo.

Conforme relatado no boletim de ocorrência registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) da Vila Piratininga, Tadeu teria feito gestos à torcida do Operário e ao banco de reservas.

Raul se sentiu provocado e foi tirar satisfações, ocasião em que supostamente teria sido agredido verbalmente. Em revide, deu soco no rosto do gandula que correu, sendo perseguido por jogadores que estavam no banco.

Um deles atingiu o rapaz com um chute na perna, derrubando-o atrás do gol. Em seguida Jeferson se aproximou e começou a agredir a vítima caída. Conforme registrado nas imagens da emissora, o jogador fica sobre o gandula, golpeando-o no rosto e na cabeça.

A situação só não foi pior porque outro jogador do Operário conteve Jeferson, uma vez que a equipe do Comercial se aproximava. Houve início de tumulto entre os atletas, mas nada que resultasse em briga mais grave. Foi preciso intervenção do Batalhão de Choque da Polícia Militar.

Tadeu sofreu lesão no nariz. Na delegacia, ele afirmou que o preparador de goleiros e até mesmo o experiente jogador Rodrigo Grahl teriam o atacado também. Outro gandula foi alvo de agressões. Tanto a vítima quanto os autores estiveram na delegacia acompanhados de advogados. O caso é investigado.

confira o video