Polícia estoura laboratório de cocaína na busca por 'Minotauro' - DOURADINA NEWS - 5 ANOS NA LIDERANÇA!

22º min
32º min



Douradina - MS, quinta-feira, 19 de julho de 2018

Polícia estoura laboratório de cocaína na busca por 'Minotauro'

Integrante de facção é apontado como assassino de policial de MS

Publicado em: 27/03/2018 às 08h13

correio do estado

A Polícia Nacional do Paraguai estourou, na manhã desta segunda-feira (26), um laboratório clandestino para refino e preparo de cocaína em Pedro Juan Caballero, cidade que faz pronteira seca com Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul.

O local funcionava em casa apontada como um dos esconderijos de Sérgio de Arruda Quintiliano Neto, o 'Minotauro', 32 anos, acusado de ser o principal mentor da execução do investigador da Polícia Civil Wescley Vasconcelos Dias, 37, no último dia 6, em Ponta Porã. 

As equipes policiais do país vizinho, junto de promotores e até juízes, rodaram também por outros endereços residenciais e comerciais de Celso Matos Espindola, nome falso usado pelo integrante da facção Primeiro Comando da Capital (PCC). Em nenhum dos locais Minotauro foi encontrado.

Segundo a polícia paraguaia, foram apreendidos em uma das casas vários bidões de Hidróxido de Potássio, utilizado para o preparo da pasta base de cocaína, além de balança, várias caixas de ferramentas, macaco hidráulico e forno utilizado para preparo e cozimento da droga.

Durante as buscas, os policiais ainda descobriram um mini laboratório, construído no interior do lava a jato denominado “Espuma de Prata”, a menos de 500 metros da linha divisória com Ponta Porã. No local também havia um forno para cozimento da cocaína, além de terem sido apreendidos uma moto Kawasaki e um carro Polo, ambos com placas do estado de São Paulo e que seriam usados pelo integrantes da facção.

Em entrevista a jornais paraguaios, as autoridades daquele país disseram que continuarão as buscas por Minotauro e outros integrantes do PCC até que eles sejam presos e o assassinato do investigador seja solucionado. Não foi informado se detalhes dessa investigação paraguaia foram repassados à Polícia Civil de Mato Grosso do Sul ou se as autoridades brasileiras estão fazendo troca de informações.