Revitalização do Centro de Convenções deve gerar economia anual de R$ 144 mil - DOURADINA NEWS - 5 ANOS NA LIDERANÇA!

22º min
32º min



Douradina - MS, domingo, 15 de julho de 2018

Revitalização do Centro de Convenções deve gerar economia anual de R$ 144 mil

Convênio foi firmado entre Governo e Energisa para readequações no prédio

Publicado em: 02/04/2018 às 17h20

correiodoestado

Convênio foi assinado hoje pelo governador

O Governo de Mato Grosso do Sul e a concessionária de energia elétrica do Estado, a Energisa, assinaram hoje um convênio, no valor de R$ 797.854,55 para revitalizar a refrigeração e iluminação do Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo, em Campo Grande. Com as readequações, Governo espera economizar R$ 12 mil por mês, o que resulta em R$ 144 mil de economia por ano.

Diretor-presidente da Energisa, Marcelo Vinhaes Monteiro, explicou que todos os anos a concessionária destina um valor para projetos de eficiência energética, onde os interessados podem se inscrever no programa de responsabilidade social.

Neste ano, a Fundação de Turismo (Fundtur), que administra o centro de convenções, elaborou o projeto de reaquações do prédio, que foi escolhido para firmar a parceria com a Energisa.

Serão substituídas e instaladas 1.450 lâmpadas e luminárias internas e externas, será feita a climatização dos anfiteatros e salas de administração e instalação de 16 aparelhos de ar condicionado de grande porte.

"A instalação do ar irá tornar a central mais eficiente, pois hoje o sistema é dividido em mini centrais, o que aumenta o gasto. É um sistema antigo, de mais de 20 anos”, afirmou Monteiro.

Com as readequações, deve haver economia de 307 megawatts hora, que resultam nos R$ 12 mil a menos ao Governo e representa economia mensal de 30% para a administração estadual. Governo não divulgou qual o gasto atual com energia elétrica no prédio.

Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) afirmou que a parceria é importante porque o centro de convenções recebe diversos eventos e é um dos principais pontos de cultura do Estado. Governador afirmou ainda que, principalmente quanto a refrigeração, existem vários problemas no prédio.

“No calor é praticamente insuportável permanecer no prédio. Isso não pode acontecer, em se tratando de um centro de cultura como é o Rubens Gil de Camilo”, disse Azambuja.

O carpete do local também será trocado, com recursos próprios do Governo do Estado, no valor de R$ 700 mil. Previsão é que as modificações sejam concluídas em 12 meses. 

ACESSIBILIDADE

Além das readequações de iluminação e climatização, o Centro de Convenções também passará por obras de acessibilidade. Conforme o secretário estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, serão investidos R$ 2 milhões em recursos do Ministério do Turismo para as obras.

O recurso foi pedido porque a Capital irá sediar, no ano que vem, a 7ª Conferência Internacional sobre Incêndios Florestais (Wildfire 2019). O evento visa a preservação e uso sustentável do meio ambiente mundial e, para a realização, é exigido um espaço que tenha acessibilidade, o que não é, até então, o caso do Rubens Gil de Camilo, por ser um prédio antigo.

Conforme o secretário, serão instalados corrimão e rampas de acesso, além de reforma dos banheiros do prédio para garantir acessibilidade total. 

Todos os investimentos no prédio, somados, giram em torno de R$ 3,5 milhões.