Tarifa de luz deve subir 10,6% para clientes de Mato Grosso do Sul - DOURADINA NEWS - 5 ANOS NA LIDERANÇA!

22º min
32º min



Douradina - MS, quarta-feira, 25 de abril de 2018

Tarifa de luz deve subir 10,6% para clientes de Mato Grosso do Sul

Aneel define hoje novos valores, que entram em vigor dia 8

Publicado em: 03/04/2018 às 07h30

correio do estado

Consumidor pagará mais caro pela luz a partir deste mês - Foto: Divulgação

A área técnica da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) fixou em 9,87% o reajuste médio da conta de energia elétrica dos cerca de 1 milhão de consumidores da Energisa Mato Grosso do Sul (EMS), a vigorar a partir de 8 de abril. O consumidor residencial (de baixa tensão) terá 10,65% de reajuste na tarifa, enquanto a das indústrias terá aumento menor, de 7,91%. Para entrar em vigor, esses índices precisam ser aprovados hoje em reunião dos diretores da Agência. 

Os porcentuais foram definidos pela Superintendência de Gestão de Tarifária (SGT), por meio da nota técnica 65/2018, com data de 29 de março, mas disponibilizado no sistema da agência no dia 31, seguindo a legislação que determina transparência no processo de reajuste. O documento, de 38 páginas, explica de forma detalhada os critérios que definiram os porcentuais a serem aplicados na 4ª Revisão Tarifária Periódica da EMS.

Esses índices ficaram bem diferentes dos apresentados pela própria Aneel em janeiro deste ano como proposta de discussão com a sociedade. A Agência apresentou “uma proposta preliminar de 8,41% na conta dos consumidores residenciais (B1) da Energisa Mato Grosso do Sul. Para as indústrias, a proposta de reajuste é de 11,82%”, conforme material divulgado pela autarquia. No entanto, segundo a nota técnica, o índice ficou bem maior para os consumidores residenciais que utilizam a baixa tensão e são maioria dos clientes da Energisa no Estado.