Real Madrid vence Juventus com gol antológico de Cristiano Ronaldo - DOURADINA NEWS - 5 ANOS NA LIDERANÇA!

22º min
32º min



Douradina - MS, domingo, 21 de outubro de 2018

Real Madrid vence Juventus com gol antológico de Cristiano Ronaldo

Publicado em: 04/04/2018 às 07h16

correio do estado

Português escreveu mais um capítulo de sua história entre os maiores do futebol - Foto: Divulgação

Cristiano Ronaldo quebrou mais um recorde na carreira. E ainda eternizou uma obra-prima que arrancou aplausos até da torcida adversária. O português marcou duas vezes —uma de bicicleta— e deu uma assistência na goleada por 3 a 0 que o Real Madrid aplicou sobre a Juventus, nesta terça-feira (3), em Turim, pela ida das oitavas de final da Liga dos Campeões. 

Em entrevista na véspera, o treinador da Juventus, Massimiliano Allegri, declarou que um descuido de 15 minutos no segundo tempo do duelo disputado em Cardiff, em 3 de junho do ano passado, fez o time ser goleado por 4 a 1 pelo Real Madrid e perder o título da Liga dos Campeões da última temporada.

Dessa vez, Cristiano Ronaldo precisou de apenas dois minutos para abrir caminho para a nova vitória do Real Madrid sobre os italianos. 

O árbitro mal tinha apitado o início do jogo quando Isco invadiu a área pela esquerda e cruzou rasteiro para o português, que se antecipou à marcação e completou sem chances de defesa para Buffon.

Com o gol, Cristiano Ronaldo se tornou o primeiro jogador da história a marcar em dez jogos consecutivos de Liga dos Campeões. O recorde se iniciou justamente na decisão contra a Juventus, quando o português balançou as redes duas vezes.

Cristiano Ronaldo fez 16 gols nesta sequência de partidas. A marca anterior pertencia ao holandês Ruud van Nistelrooy, que havia marcado em nove jogos seguidos do torneio. 

O autor da assistência, Isco, foi protagonista da principal polêmica do futebol europeu na semana. O meia havia reclamado da falta de oportunidades no Real Madrid depois de marcar três gols na goleada por 6 a 1 que a Espanha aplicou na Argentina, no dia 28 de março. 

Zidane minimizou as declarações na entrevista que concedeu na véspera da partida, argumentando que a seleção espanhola jogava apenas oito vezes ao ano. "Aqui nós jogamos a cada três dias. Tenho 25 atletas muito bons e vou usar todos eles", afirmou. 

A pressão feita por Isco surtiu efeito na disputa por vaga com Bale, que mais uma vez ficou no banco de reservas. O espanhol fez questão de aproveitar a chance como titular e, aos 35 minutos, iniciou a jogada que resultou em um chute na trave de Kroos. 

PINTURA

A Juventus melhorou e encurralou o Real Madrid no segundo tempo. A pressão durou até os 18 minutos. Buffon conseguiu praticar um milagre ao defender chute de Lucas Vásquez que parecia inalcançável. O rebote do goleiro caiu na lateral direita, onde Carvajal recuperou a bola e fez um cruzamento despretensioso para a área.

Em um lance em que qualquer jogador disputaria de cabeça com os zagueiros, Cristiano Ronaldo tomou impulso e emendou uma bicicleta que fez a bola cair no canto esquerdo do estático Buffon. Um gol que arrancou aplausos de torcedores da Juventus e deixou Zidane incrédulo na beira do campo.

Na sequência, o atacante Dybala cometeu falta sobre Carvajal e recebeu o cartão vermelho. O Real Madrid aproveitou os espaços e, após tabela com Cristiano Ronaldo, o lateral Marcelo invadiu a área para concluir na saída de Buffon. 

NA ESPANHA

A goleada obriga a Juventus a ganhar de 4 a 0 do Real Madrid no jogo de volta, marcado para 11 de abril, no Santiago Bernabéu. Se a equipe madrilena marcar, o time italiano poderá se classificar se tiver uma vantagem de três gols de diferença.

No outro jogo desta terça, o Sevilla perdeu por 2 a 1 do Bayern de Munique, dentro de casa. O time saiu na frente com um gol de Sarabia, mas Jesús Navas deixou tudo igual ao marcar contra. No segundo tempo, o clube alemão virou o placar com gol de Thiago Alcântara.