'Eu não posso dar prazo à justiça', diz Reinaldo sobre Aquário do Pantanal - DOURADINA NEWS - 5 ANOS NA LIDERANÇA!

22º min
32º min



Douradina - MS, sábado, 17 de novembro de 2018

'Eu não posso dar prazo à justiça', diz Reinaldo sobre Aquário do Pantanal

Governador voltou a dizer que não retomará obra sem aval da Justiça

Publicado em: 06/04/2018 às 07h58

correio do estado

Governador espera aval da Justiça para retomar obra - Foto: Arquivo / Correio do Estado

A “novela” que se tornou a conclusão da obra do Aquário do Pantanal parece estar longe do fim. O Governo do Estado garante que não vai retomar a obra sem o aval da Justiça. No entanto, no dia 26 de março, o juiz David de Oliveira Gomes Filho, da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos rejeitou o pedido para homologar o pacto firmado entre o executivo, Ministério Público Estadual (MPE) e o Tribunal de Contas (TCE). A decisão sobre o caso agora segue para a 2ª instância, mas não há prazo para que os desembargadores se posicionem. 

Nesta quinta-feira (5), o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) voltou a dizer que não irá assinar o contrato de retomada, sem a homologação judicial. Questionado sobre até quando o governo pode “esperar” pelo aval, Azambuja afirmou: “Eu não posso dar prazo à justiça. Eu tenho dito a vocês que só vou colocar minha impressão digital em algo que não fui eu quecomecei se eu tiver o aval da justiça. Porque aquilo é uma obra cheia de problemas”, classificou.

Para o juiz David de Oliveira Gomes Filho, “nada impede que o próprio Poder Executivo assuma as despesas de contratação das empresas, a fim de finalizar a obra, visto que é responsabilidade da administração pública. Além disso, a homologação do documento seria um compartilhamento de responsabilidades justamente com os órgãos de fiscalização e de julgamento de eventuais irregularidades. Desta forma, a aprovação da homologação se mostra totalmente inviável”, pontuou.