Brasil chega ao mata-mata com recorde de lesões em Copas - DOURADINA NEWS - 5 ANOS NA LIDERANÇA!

22º min
32º min



Douradina - MS, sexta-feira, 20 de julho de 2018

Brasil chega ao mata-mata com recorde de lesões em Copas

Publicado em: 28/06/2018 às 07h46

correio do estado

Marcelo deixou o campo com problema nas costas - Foto: Pedro Martins/Mowa Press

A lesão sofrida pelo lateral-esquerdo Marcelo, ainda no primeiro tempo da partida desta quarta-feira contra a Sérvia, ampliou uma estatística negativa da seleção brasileira na Copa do Mundoda Rússia.

Foi a terceira contusão de um dos convocados pelo técnico Tite em plena disputa do Mundial. Antes de Marcelo, o lateral-direito Danilo, com uma lesão no quadril, e o meia Douglas Costa, com lesão na coxa, também foram vetados pelo departamento médico da seleção.

Nunca antes na história de suas participações na Copa do Mundo o Brasil teve tantos jogadores lesionados em pleno torneio.

A contusão de Marcelo, segundo informou a CBF, foi um espasmo na coluna, em uma tentativa de arrancada. A assessoria da confederação informou que o jogador foi medicado me passa bem.

Em outras Copas, o Brasil enfrentou no máximo um problema de contusão. No total, foram cinco jogadores contundidos nas participações brasileiras em Mundiais.

O primeiro desfalque sofrido pela seleção foi com Pelé. Na Copa de 1962, no Chile, ele sofreu uma distensão muscular durante a segunda partida do Brasil na competição, diante da Tchecoslováquia (empate em 0 a 0), pela fase de grupos. Ele não voltou a disputar o torneio naquela ocasião.

O segundo desfalque ocorreu apenas na Copa da Alemanha, em 1974. O meia Leivinha sofreu uma contusão muscular logo no começo do terceiro jogo do Brasil na competição, diante do Zaire e ficou fora das demais partidas.

A seleção voltou a enfrentar problemas de contusão em Copas do Mundo no Mundial de 1994, nos Estados Unidos. Logo no jogo de estreia, diante da Rússia, o zagueiro Ricardo Rocha sofreu uma lesão muscular, quase no final da partida. Ele não conseguiu se recuperar e acabou afastado.

Na Copa de 2010, na África do Sul, o meia  Elano ficou fora do torneio por causa de uma entrada violenta do jogador Tiopté, das Costa do Marfim, na vitória brasileira por 3 a 1, na fase de grupos. O edema no tornozelo direito de Elano persistiu até o final da participação brasileira naquele Mundial.

O último desfalque brasileiro por lesões em plena Copa do Mundo ocorreu em 2014, quando Neymar sofreu uma violenta entrada nas costas de Zuñiga, da Colômbia, nas quartas de final do Mundial do Brasil. O atacante não pode disputar as duas últimas partidas da seleção no torneio, a semifinal diante da Alemanha, na goleada de 7 a 1 e a disputa do terceiro lugar contra a Holanda, derrota por 3 a 0.