Resgatado por bandidos no HV alegou problema na perna e deixou hospital correndo - DOURADINA NEWS - 5 ANOS NA LIDERANÇA!

22º min
32º min



Douradina - MS, sexta-feira, 16 de novembro de 2018

Resgatado por bandidos no HV alegou problema na perna e deixou hospital correndo

Publicado em: 31/07/2018 às 08h49

douradosnews

Apontado como líder de uma família de traficantes estava preso na PED desde março - Crédito: Divulgação

O interno que cumpria pena por tráfico de drogas na PED (Penitenciária Estadual de Dourados) e que acabou ‘resgatado’ por bandidos trajados de enfermeiro quando recebia atendimento no Hospital da Vida alegou problemas de locomoção, mas de acordo com testemunhas saiu correndo junto ao grupo na sexta-feira (27).

A informação foi repassada pela Polícia Militar ao Dourados News, na tarde desta segunda-feira (30).

O esquema para retirada de Nelson de Oliveira Leite,53, da unidade de saúde que contou com um policial militar rendido e sua arma roubada teve ao menos cinco envolvidos.

O comandante do 3° Batalhão de Polícia Militar, Carlos Silva, disse em entrevista ao Dourados News, nesta tarde (30), que o inquérito do caso aberto pela PM aponta que três indivíduos adentraram o hospital para a ação. Destes, dois renderam o PM e um ficou próximo a dupla na unidade de saúde para ajudar, se necessário.

“A ação foi bem articulada e já conseguimos um fio da meada para agora aprofundar os levantamentos, mas infelizmente a localização de Nelson e do grupo ainda não foi possível”, apontou Carlos Silva. 

A ação contou ainda com dois bandidos na parte externa da unidade para suporte, conforme levantamentos do inquérito. 

O momento do ‘resgate’ foi quando Nelson já havia passado pela recepção e era transportado para o setor de exames.

Ele alegou problemas de locomoção e o encaminhamento constava sobre necessidade urgente de atendimento, no entanto, os levantamentos da PM com testemunhas do caso, apontam que o preso saiu do local com o grupo correndo. 
 

É investigado se os bandidos informaram ser estagiários para conseguir adentrar ao local. 

Conforme informações já divulgados pelo Dourados News, Nelson é natural de Aquidauana e foi preso em março desse ano com 889 quilos de cocaína,  na BR-262, região de Água Clara.

Ele era apontado como líder de uma família de traficantes e seria proprietário de uma empresa usada para lavar dinheiro do tráfico. Apesar da alta periculosidade do detento, a Polícia Militar não foi informada deste fator, conforme o comandante.

MUDANÇAS

O caso ocorrido no HV fez com que análises para mudanças no formato de escolta atual de presos em Dourados começassem a ocorrer. 

De acordo com o comandante, a PM solicita junto a Agepen e ao Governo do Estado modificações neste serviço, o que ainda não se tem detalhes de como poderá passar a ocorrer.