Preso suspeito de matar filha de ex-prefeito no Paraguai - DOURADINA NEWS - 5 ANOS NA LIDERANÇA!

22º min
32º min



Douradina - MS, sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Preso suspeito de matar filha de ex-prefeito no Paraguai

Ele já teria cometido crime semelhante contra outra universitária em 2012

Publicado em: 23/08/2018 às 07h26

midiamax

Foto: Ponta Porã Informa

Horas depois de ser expedido o mandado de prisão contra o eletricista de 27 anos, Cristopher Andres Romero Irala, suspeito da morte da estudante de medicina Erika de lima Corte, de 29 anos, ele foi preso em Concepcion, no Paraguai.

Cristopher estava escondido em uma casa e ao tentar sair da residência, durante a madrugada desta quarta (22), acabou cercado pela polícia, que já tinha montado um esquema de vigilância para prender o eletricista. Ele foi levado para um hospital para passar por exames de corpo de delito e, em seguida, para a delegacia.

Na delegacia, Cristopher negou que tenha cometido o assassinato, mas não soube explicar o porquê teria fugido de Pedro Juan Caballero já que não era culpado, segundo o site Ponta Porã Informa.

Nesta terça-feira (21) havia sido expedido o mandado de prisão contra o eletricista, que será indiciado por homicídio doloso, segundo o promotor Amarilla Alem.

A universitária foi assassinada com 16 facadas, sendo três no peito. A polícia não descarta que ela tenha sido torturada.  O corpo foi encontrado por uma amiga durante a madrugada desta segunda-feira (20), em um dormitório.

Outra universitária morta

O eletricista suspeito pelo assassinato de Erika Corte já teria sido acusado em 2012 de outro homicídio cometido da mesma forma contra outra universitária. Dayse Patrícia Benitez Gomes, de 26 anos, foi morta a facadas e torturada.

 

O eletricista chegou a ser preso, mas foi solto dias depois e passou a trabalhar com pai, que faz trabalhos de instalação elétrica na cidade.

O caso da estudante Dayse Patrícia Benitez Gomes de 26 anos será reaberto pela polícia.