Corinthians vence o Colo-Colo em Itaquera, mas cai no gol fora de casa - DOURADINA NEWS - 5 ANOS NA LIDERANÇA!

22º min
32º min



Douradina - MS, terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Corinthians vence o Colo-Colo em Itaquera, mas cai no gol fora de casa

Publicado em: 30/08/2018 às 07h47

correio do estado

O Corinthians fez uma boa partida na noite desta quarta-feira, sendo superior ao Colo-Colo em praticamente todo o embate. Um raro momento de desatenção da zaga, no entanto, fez com que Barrios marcasse o gol que deu a classificação aos chilenos para as quartas de final da Copa Libertadores da América. Nem mesmo os gols de Jadson, de pênalti, e Roger, construindo o 2 a 1, foram o bastante, já que o duelo em Santiago terminou 1 a 0 para o adversário.

O Alvinegro, que sofreu ainda com a arbitragem ruim de Néstor Pitana e a infantilidade de Danilo Avelar, sendo expulso nos acréscimos, com rigor não apresentado para os adversário, agora foca as suas atenções para o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil, na qual está na semifinal. O próximo jogo será contra o Atlético-MG, no sábado, às 21h (de Brasília), na Arena Corinthians.

O vencedor do quente embate em Itaquera agora espera a definição do confronto entre Palmeiras e Cerro Porteño, que se enfrentam no Allianz Parque na noite desta quinta-feira, às 21h45 (de Brasília). No jogo de ida, o arquirrival corintiano venceu por 2 a 0, no Paraguai, deixando bem encaminhada sua vaga nas quartas de final.

Corinthians domina, mas vacila

O Corinthians teve um começo de primeiro tempo muito bom na Arena, talvez o seu melhor sob o comando do técnico Osmar Loss. Intenso e disputando bastante a bola, sem exagerar nas chegadas ou cair na pilha do Colo-Colo, o time da casa não demorou a empurrar o time chileno ao seu time de defesa. O primeiro lance de perigo veio em chute de fora da área de Douglas, que mandou ao lado do gol de Orión.

O ritmo alucinante continuou na sequência da tentativa do meio-campista. Após falta sofrida por Romero na lateral da área, Jadson colocou na área e a zaga afastou. Douglas recolocou a redonda na segunda trave e Pedrinho, na tentativa de jogar para o meio da área, pegou de primeira. A bola explodiu na mão de Baeza e o juiz marcou pênalti, batido e convertido por Jadson. Orión chegou a encostar na bola, mas não impediu o tento.

O Timão, aparentemente, viu que podia resolver o placar ainda na etapa inicial e se manteve na frente. Em boa enfiada de bola de Jadson, Roger protegeu bem a chegada de Barroso e sofreu falta na entrada da área. Jadson foi para a batida e mandou no canto do goleiro, que espalmou para o lado. A partir dali, o sonho alvinegro de resolver rapidamente sua situação começou a ter seus percalços.

Até então tímido, o Colo-Colo saiu um pouco de trás e, no primeiro chute a gol, conseguiu empatar. Valdivia, com bastante espaço, acionou Pérez, com mais espaço ainda na lateral da área. O lateral cruzou bem e Barrios, entre Léo Santos e Henrique, cabeceou, mandando a bola ainda na trave antes de entrar. A partir dali, o jogo foi mais discutido e brigado do que jogado, caminhando a passos lentos, como o dos chilenos para bater laterais e faltas, para o intervalo.

Corinthians vence, mas não pelo placar necessário

O Alvinegro voltou para o segundo tempo com o mesmo ímpeto do começo do segundo, com Pedrinho recebendo uma bola pela ponta direita, cortando para o pé esquerdo e chutando forte. Orión espalmou e mandou para escanteio. Jadson, na segunda tentativa do tiro de canto, mandou na primeira trave, Roger bateu e o arqueiro adversário fez linda defesa. No rebote, Léo Santos tentou finalizar, mas foi travado.

O Alvinegro mais uma vez deu uma diminuída no ritmo e viu o Colo-Colo tentar passar o tempo, principalmente trocando passes entre os seus meio-campistas, orquestrado principalmente por Valdivia. Faltou ao time chileno, no entanto, mais rapidez no ataque, já que o meia acionou duas boas enfiadas para Barrios, mas o atacante não alcançou. A penalização foi rápida: em novo escanteio, batida de Jadson e Roger, com o pé direito, fez 2 a 1.

O Timão seguiu em cima do adversário e criou diversas chances para fazer o terceiro, apostando sempre numa boa dobradinha de Pedrinho com Fagner pelo lado direito. Em uma boa investida do canhoto corintiano, a bola foi na medida para Romero testar, mas o paraguaio mandou por cima do gol.

O bombardeio corintiano seguiu até o apito final, com muitas bolas sendo alçadas na área e a maioria delas sendo vencidas pelo time da casa. Em grande noite de Orión e com uma passividade impressionante do árbitro com a “cera” do adversário, o Timão ainda completou sua sina de terminar com um a menos a partida, em expulsão de Danilo Avelar.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 2 X1  COLO-COLO

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 29 de agosto de 2018, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Néstor Pitana (Fifa-ARG)
Assistentes: Juan Belatti e Gustavo Rossi (ambos da ARG)
Público: 38.112 pagantes
Renda: R$ 2.736.246,5
Cartões amarelos: Ralf, Pedrinho (Corinthians); Pérez, Barroso, Carmona, Barrios, Zaldivia (Colo-Colo)
Cartão vermelho: Danilo Avelar (Corinthians)
Gols:
CORINTHIANS: Jadson, de pênalti, aos 17 minutos do primeiro, Roger, aos 22 minutos do segundo tempo
COLO-COLO: Barrios, aos 32 minutos do primeiro tempo

Técnico: Osmar Loss

COLO-COLO: Orión; Zaldivia, Insaurralde e Barroso; Opazo, Carmona, Baeza, Valdivia e Pérez (Fierro); Barrios e Paredes (Pavez)
Técnico: Héctor Tapia