Quadrilha de estelionatários é presa em edifício chique depois de aplicar golpe de R$ 300 mil - DOURADINA NEWS - 5 ANOS NA LIDERANÇA!

22º min
32º min



Douradina - MS, sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Quadrilha de estelionatários é presa em edifício chique depois de aplicar golpe de R$ 300 mil

Vítimas compraram cartas de crédito de carros

Publicado em: 18/09/2018 às 11h33

midiamax

As vítimas chamaram a Polícia Militar por volta das 17 horas, quando marcaram um encontro com um dos integrantes da quadrilha que se apresentava com o nome de Lucas, mas na realidade se chamava Juliano Cesar Pasti Marcelo, de 23 anos.

As vítimas explicaram para a polícia que compraram cartas de crédito de carros dos autores, que eram da cidade de Franca (São Paulo) e estavam hospedados em um edifício em Campo Grande, na Avenida Afonso Pena.

 

Segundo as vítimas, foi pago em dinheiro para a quadrilha o valor de R$ 100 mil, sendo que outra parte foi paga a prazo, totalizando R$ 300 mil. Segundo informações da polícia, depois do pagamento em dinheiro, os autores não atendiam mais os ‘clientes’. As vítimas, então, perceberam que caíram em um golpe. Segundo elas, os documentos passados pelos integrantes não tinham reconhecimento de firma em cartório, o que também levantou suspeitas.

Um amigo de uma das vítimas teria comentado com ela que viria para Campo Grande para fechar um negócio com Lucas, foi então que as vítimas de Sidrolândia se deslocaram para a Capital para encontrar com Juliano.

O Golpe: a quadrilha vendia cartas de crédito aos interessados que pagavam uma entrada e depois parcelavam o restante, mas em vez de receberem o veículo, os ‘clientes’ recebiam dinheiro corrigido monetariamente. Mas, nenhuma vítima conseguiu receber a promessa feita pelos integrantes da quadrilha.

A Polícia Civil foi chamada até o prédio e prendeu Clésio de Jesus Ruas, de 36 anos; Guilherme Natali da Silva, de 22 anos, e Pedro Henrique Natali Silva, de 23 anos. No quarto onde estava hospedada a quadrilha vários contratos em nomes de terceiros foram encontrados pelos policiais, que acreditam que a quadrilha tenha feito mais vítimas. Os integrantes da quadrilha foram autuados por estelionato e associação criminosa.