Bandido do Comando Vermelho chefe do tráfico aéreo é preso na fronteira - DOURADINA NEWS - 5 ANOS NA LIDERANÇA!

22º min
32º min



Douradina - MS, segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

Bandido do Comando Vermelho chefe do tráfico aéreo é preso na fronteira

Jorge Teófilo Samudio foi preso hoje cedo em Bella Vista Norte, cidade vizinha de Bela Vista (MS); mais dez pessoas foram presas

Publicado em: 10/10/2018 às 11h19

campo grande news

Bandidos do Comando Vermelho presos hoje em Bella Vista (Foto: Divulgação)

Jorge Teófilo Samudio, o Samura, apontado como chefe do tráfico aéreo de cocaína na fronteira a mando da facção criminosa carioca Comando Vermelho, foi preso nesta quarta-feira (10) em Bella Vista Norte, cidade paraguaia vizinha de Bela Vista (MS), a 322 km de Campo Grande.

Samura estava e outras dez pessoas foram presas em operação da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas), que nos últimos dias intensificou as ações contra as facções brasileiras que comandam o crime organizado no Paraguai.

A prisão de Samura e de sua quadrilha foi elogiada pelo presidente paraguaio Marito Abdo, do Partido Colorado. Em sua conta no Twitter, ele felicitou a Senad pela operação para tirar de circulação um dos líderes do Comando Vermelho na fronteira com o Brasil.

De acordo com a Senad, Samura lidera uma célula da facção carioca que opera rotas aéreas de cocaína nos departamentos de Amambay, Canindeyú e Concepción.

O chefe da Senad, ministro Arnaldo Giuzzio, disse que Samura usava documento em nome de outra pessoa, por isso será levado para Assunção, para confirmar sua identidade. “Mas todas as informações da inteligência apontam que se trata de Jorge Samudio”, afirmou.

De acordo com a Senad, o narcotraficante é procurado há anos pela polícia paraguaia. Em 2011, foi processado por envolvimento com uma carga de 370 quilos de cocaína interceptada na fronteira.

Jorge Samudio é apontado como cúmplice do narcopiloto Juan Domingo Viveros Cartes, tio do ex-presidente do Paraguai Horacio Cartes.

Os outros bandidos presos hoje perto da fronteira com Mato Grosso do Sul foram identificados como Eduardo Espinosa Cuevas, Pedro Candia Esquivel, Tomás Santiago Esquivel, Cándido Insaurralde, Hugo Vagner González Sánchez, Ramão Edes Espíndola Antunes, Mario Aníbal Acosta Arce, Elexandre López, Cândido David Insaurralde González e Luciano López.

Jorge Teófilo Samudio, o Samura, preso hoje (Foto: Divulgação)