Soja produz mais do que o esperado e MS estima colher 10 milhões de toneladas - DOURADINA NEWS - 5 ANOS NA LIDERANÇA!

22º min
32º min



Douradina - MS, domingo, 9 de agosto de 2020

Soja produz mais do que o esperado e MS estima colher 10 milhões de toneladas

Publicado em: 05/03/2020 às 13h42

Dourados News

Foto: Hedio Fazan

Com o avanço das colheitadeiras por quase 50% da área cultivada com soja em Mato Grosso do Sul, a estimativa de produtividade do grão foi revisada de 52,19 para 55,7 sacas por hectare. A produção também deve crescer, de 9,906 milhões de toneladas para 10,573 milhões toneladas.

Essas informações constam no mais recente boletim Casa Rural da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), com informações apuradas até 28 de fevereiro pela equipe do Siga-MS (Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio).

Em contato com empresas de assistência técnica, produtores e sindicatos rurais, bem como empresas privadas dos principais municípios produtores, a entidade apurou que naquela data já haviam sido colhidos 1,439 milhão de hectares no Estado, pouco mais de 45% da área total plantada.

Com a colheita mais avançada, em média de 48,7%, a região centro tem na liderança Rio Brilhante, com 70%, seguido por Sidrolândia (62,9%). Nova Alvorada do Sul tem 40%, Bandeirantes, Campo Grande e Jaraguari têm 20%, cada, e Terenos menos de 10%.

Na região sul, que colheu 45% da área, o maior produtor estadual, Maracaju, avançou por 70%, percentual já quase alcançado por Antônio João e Aral Moreira. Ponta Porã e Vicentina colheram 60%, Dourados quase 40% e Itaporã 40%.

Embora tenha o único município que já concluiu a colheita da soja nessa safra, Alcinópolis, a região norte tem média de 43%. Costa Rica chegou a 70%, Chapadão do Sul a 65,4%, mas Rio Verde de Mato Grosso está abaixo de 10%.

Ainda de acordo com a Famasul, neste ciclo os produtores rurais sul-mato-grossenses também ampliaram a área cultivada, de 2,979 milhões para 3,163 milhões de hectares plantados.

“Segundo levantamento realizado pela Granos Corretora, até 02 de março, o MS já havia comercializado 57,50% da safra 2019/20, avanço de 17 pontos percentuais comparado a mesmo índice apresentando em igual período em relação à safra 2018/19”, acrescenta a entidade representativa do setor.