Mato Grosso do Sul pode atingir imunidade de rebanho entre o fim deste mês e início de agosto. - DOURADINA NEWS - A NOTÍCIA COM CREDIBILIDADE!

22º min
32º min



Douradina - MS, quinta-feira, 16 de setembro de 2021

Mato Grosso do Sul pode atingir imunidade de rebanho entre o fim deste mês e início de agosto.

Expectativa era setembro, mas com avanço da vacinação 80% da população deve ser vacinada até mês que vem.

Publicado em: 06/07/2021 às 07h54

Glaucea Vaccari , Naiara Camargo.

Mato Grosso do Sul pode atingir a imunidade coletiva entre o fim deste mês e meados de agosto, com vacinação de 70% a 80% da população, segundo o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende.

Inicialmente, a previsão era de que esse percentual fosse alcançado em setembro, mas o avanço da imunização reduziu a expectativa.

"Nós temos setembro como marco de terminar o processo de imunização em cerca de 70, 80% da população, mas acho que vamos conquistar isso muito mais precoce", disse Resende.

"Eu acredito que no final de julho, começo de agosto, com certeza nós poderemos ter de 70 a 80% da população que, pelo menos, tomou a primeira dose e, mais de 50 a 60% que tomou a segunda dose.

A expectativa se deve, em grande parte, pela imunização em massa em 13 municípios da fronteira do Estado, que já devem chegar na imunidade de rebanho neste mês.

Isto porque as cidades fazem parte de um estudo que está vacinando toda a população a partir de 18 anos com a dose única da Janssen.

Além disso, outro fato que deve impactar no avanço da imunização é a sobra de doses da Janssen.

Das 165 mil doses que foram enviadas pelo Ministério da Saúde ao Estado especificamente para o estudo que visa formar um cinturão de imunização na fronteira, aproximadamente 50 mil remanescentes serão distribuídas para os 66 demais municípios.

Nesta segunda-feira (5) já foram redistribuídas 20 mil doses que foram enviadas a mais.

Resende explicou que o quantitativo de 165 mil considerou o total de pessoas que precisavam ser imunizadas quando o pedido foi feito, no entanto, até que o envio fosse aprovado, os municípios continuaram vacinando com outras vacinas e o número caiu, fazendo com que sobrassem vacinas.

Na quinta-feira (8), data considerada o marco final para a imunização, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) estima que devem sobrar mais 20 mil a 30 mil doses, além das 20 mil já redistribuídas.

 

"Já vacinamos mais de 40% das doses que foram encaminhadas para a fronteira e mais de 54 mil pessoas foram vacinadas", disse Resende.

O secretário está otimista que Mato Grosso do Sul será totalmente imunizado logo.

Quando se atinge a imunidade coletiva começam a ser reduzidas gradativamente as medidas restritivas adotadas para conter o avanço da Covid-19.

"Vamos ser de fato o estado que primeiro vai sair da pandemia".

Imunidade de rebanho

Entende-se por imunidade de rebanho o momento em que uma determinada parcela de uma cidade, estado ou país atinge porcentual de imunização necessário para que a taxa de contágio diminua. 

Com os infectados contaminando menos gente, os índices de casos novos tendem a reduzir gradativamente até uma situação de controle.

A maneira mais eficaz para se chegar nesse cenário é através da vacinação.

No entanto, a imunidade coletiva não representa o fim da pandemia e algumas medidas devem continuar sendo adotadas por um período de tempo.